fbpx

Alteradas regras para empresas do Recof

Instrução Normativa visam mudanças para minimizar impactos econômicos da pandemia de Covid-19


Com a publicação da Instrução Normativa (IN) nº 2.019/21, dia 12, a Receita Federal flexibilizou as exigências impostas às empresas beneficiárias do Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (Recof) e do Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado do Sistema Público de Escrituração Digital (Recof-Sped).

Empresas enquadradas nesses regimes especiais têm isenção de tributos na compra, tanto no mercado interno como no externo, de matérias-primas que, depois de industrializadas, serão majoritariamente destinadas à exportação. Elas também podem reexportar ou destruir a mercadoria no estado em que foi adquirida ou depois de transformada.

Antes, para permanecer no Recof ou Recof-Sped, as empresas tinham de exportar os produtos resultantes da industrialização em valor anual de pelo menos 50% do valor total dos insumos comprados no mesmo período. Também precisavam utilizar no mínimo 70% das mercadorias admitidas no regime em seu processo produtivo. Agora, esses percentuais foram reduzidos a 50% para os períodos de apuração encerrados entre 1º de maio de 2020 e 30 de abril de 2021.

Outra mudança trazida pela IN é que a vigência do regime para mercadorias admitidas entre o dia 1º de janeiro de 2019 e 31 de dezembro de 2020 foi prorrogada por um ano.

Comments are closed.
Newsletter

Receba boletins informativo de: Compliance, Contabilidade, EFD-Reinf, e-Social, Legislação e Novidades.

 


ATENDIMENTO HOME OFFICE

 

Prezados clientes e parceiros,
Seguindo as recomendações governamentais, a partir de 08 de março de 2021,
passaremos a trabalhar sistema Home Office.
Quanto ao retorno presencial, comunicaremos previamente.

 

A Start continuará atendendo pelo número fixo 11 2090-4200 e 98315-7820 WhatsApp,
redirecionando os contatos.

 

Atenciosamente,
Start Assessoria Contábil